Guia Tipoalfa
Guia Tipoalfa de Gaúcha do Norte - MT
Procure e ache telefone, pessoas, empresas, serviços
Ex: Antônio ou Farmácia ou Bar do Zé ou 1366

ACADEMIAS, ESPORTES

ADUBOS, SEMENTES, DEFENSIVOS

ADVOGADOS

AGRICULTURA

AGROPECUÁRIA

ARMAZENAGEM

ASSESSORIAS, CONSULTORIA

ASSISTÊNCIA, ASSESSORIA RURAL

ASSOCIAÇÕES DE CLASSE

AUTO ESCOLAS

AUTO MECÂNICA, ELÉTRICA

AUTO PEÇAS, BATERIAS

AUTO POSTO, SERVIÇOS

BANCOS, FINANCEIRAS

BAZAR, ARMARINHO, BORDADOS

BEBIDAS

BICICLETAS

BOMBAS INJETORAS, HIDRÁULICAS

CARTÓRIOS, REGISTROS

CEREALISTAS

CLÍNICAS DE ODONTOLOGIA

CLUBES, PARQUES, RESORTS

COMUNICAÇÃO VISUAL, SINALIZAÇÃO

COMUNICAÇÃO, PROPAGANDA

CONFECÇÕES

CONSTRUÇÃO, REFORMA

CONTABILIDADE

EMBALAGENS

EMERGÊNCIA

ESCOLAS, FACULDADES, CURSOS

ESTOFAMENTO, CORTINAS, CAPAS

FARMÁCIAS, DROGARIAS

FERRAGENS, FERRAMENTAS

FLORICULTURAS, JARDINAGEM

GRÁFICAS, SERIGRAFIA, CÓPIAS

GRUPO

HIDRÁULICAS

HORTA

HOSPITAIS, CLÍNICAS, MÉDICOS

HOTÉIS, MOTÉIS, POUSADAS

IGREJAS, TEMPLOS, INSTITUIÇÕES

IMOBILIÁRIAS

INFORMÁTICA, LAN HOUSE

LABORATÓRIOS, ANÁLISES

LANCHES, PASTELARIA

LAVA JATO

LOJAS

LOJAS DE ARTEFATOS BORRACHA

LOJAS DE ARTIGOS PRESENTES

LOJAS DE CALÇADOS

LOJAS DE ELETROD. E MÓVEIS

LOJAS DE ROUPAS UNISSEX

LOJAS MATERIAIS CONSTRUÇÃO

MÁQUINAS AGRÍCOLAS

MARCENARIA, MADEIREIRA

METALÚRGICAS, SIDERÚRGICAS

MINERAÇÃO, TERRAPLANAGEM

MOTOS

PANIFICADORAS

PAPELARIAS, LIVRARIAS, XEROX

PESCA, AGROPESCA, CAÇA

PNEUS, MOLAS, ESCAPAMENTOS

PRODUÇÃO ALIMENTOS

PRODUTOS AGROPECUÁRIOS

RADIADORES

RELOJOARIAS, JÓIAS, BIJOUTERIAS

REPRESENTAÇÕES

RESTAURANTES, PIZZARIAS

SALÕES DE BELEZA, BARBEARIA

SERVIÇOS PÚBLICOS

SORVETERIAS, DOCERIAS

SUPERMERCADOS, MERCEARIAS

TÁXIS, MOTO TÁXIS

TORNEADORAS, SOLDAS, OXIGÊNIO

TRANSPORTES, PASSAGEIROS

TURISMO, VIAGENS, PASSAGENS

VIDROS, BOX, BLINDEX, QUADROS

Adubos, Sementes, Defensivos e Mudas em Gaúcha do Norte

Alimentação em Gaúcha do Norte

Artesanato em Gaúcha do Norte

Assistência e Assessoria Rural em Gaúcha do Norte

Atendimento médico em Gaúcha do Norte

Auto peças em Gaúcha do Norte

Beleza e Estética em Gaúcha do Norte

Bicicletas, peças e serviços em Gaúcha do Norte

Calendário de Eventos de Gaúcha do Norte

Clínicas de Odontologia de Gaúcha do Norte

Clínicas Médicas de Gaúcha do Norte

Combustíveis em Gaúcha do Norte

Construção e Arquitetura em Gaúcha do Norte

Contatos em Gaúcha do Norte

Corretores em Gaúcha do Norte

Datas históricas, efemérides de Gaúcha do Norte

Farmácias e Drogarias de Gaúcha do Norte

Gaúcha do Norte: Censo Agropecuário 2006 - Resultados Preliminares

Gaúcha do Norte: Empresas 2005

Gaúcha do Norte: Ensino - matrículas, docentes e rede escolar 2006

Gaúcha do Norte: Estatísticas do Registro Civil 2006

Gaúcha do Norte: Extração Vegetal e Silvicultura 2006

Gaúcha do Norte: Finanças Públicas 2006

Gaúcha do Norte: Frota 2007

Gaúcha do Norte: Lavoura Permanente 2006

Gaúcha do Norte: Lavoura Temporária 2006

Gaúcha do Norte: Pecuária 2006

Gaúcha do Norte: População e Domicílios - Censo 2000 com Divisão Territorial 2001

Gaúcha do Norte: Produto Interno Bruto 2005

Gaúcha do Norte: Serviços de Saúde 2005

Geografia de Gaúcha do Norte

História de Gaúcha do Norte

Imobiliárias em Gaúcha do Norte

Informática em Gaúcha do Norte

Laboratórios e Análises em Gaúcha do Norte

Manutenção de veículos em Gaúcha do Norte

Materiais para construção, Reforma e Decoração em Gaúcha do Norte

Motos, peças e serviços em Gaúcha do Norte

Onde Comer em Gaúcha do Norte

Onde Comprar em Gaúcha do Norte

Onde Ficar em Gaúcha do Norte

Parceiros do Guia Tipoalfa de Gaúcha do Norte

Produtos Agropecuários em Gaúcha do Norte

Produtos alimentícios, secos e molhados em Gaúcha do Norte

Produtos e serviços para construção em Gaúcha do Norte

Restaurantes, lanchonetes, churrascarias e bares em Gaúcha do Norte

Roteiros Turísticos de Gaúcha do Norte

Turismo Ecológico em Gaúcha do Norte

Turismo Histórico-Cultural em Gaúcha do Norte

Veículos agrícolas, peças e serviços em Gaúcha do Norte

 

Turismo (Gaúcha do Norte - MT)

 


 

Turismo Histórico-Cultural em Gaúcha do Norte

 

Parque Nacional do Xingu
No município de Gaúcha do Norte, aproximadamente 50% da superfície é ocupada pela reserva indígena do Parque Nacional do Xingu, com 6 aldeias, sendo as que de destaque: Aweti, Kuikuro, Waurá, Yawalapiti, Mehinaku e Kamayurá.

• Aweti
Os Awetis habitam o município de Gaúcha do Norte, no estado de Mato Grosso. Sua população é de 106 pessoas, a localização fica ao Norte do Parque Indígena do Xingu e o tronco lingüístico é o Tupi. Os Awetis constroem suas casas em círculo, para facilitar as reuniões do grupo. Recebem apoio regular da Funai na educação, saúde e no plantio de suas roças. Vivem da caça e da pesca e produzem artesanato. As suas comemorações mais tradicionais, são as furações de orelhas e a festa da moça virgem. Hoje, muitos saem das aldeias para trabalhar para os brancos e não retornam mais ao local de origem.

Os awetis moram numa aldeia no Parque Nacional do Xingu (MT) criado em 1961 e demarcado em 1987. Tendo sido encontrados no final do século passado pelo etnólogo alemão Karl Von den Steinen os grupos xinguanos permaneceram praticamente isolados da sociedade nacional ate 1940 quando foram contatados pelos irmãos Villas Boas. Os awetis vivem da pesca, caça coleta e agricultura. À semelhança dos waurás kamayurás e trumais utilizam um "propulsor" durante o cerimonial-esportivo do Jawari. A expectativa de uma retomada dos projetos educacionais no Parque, por sua vez, recai sobre a Fundação Mata Virgem.

• Kuikuro
Os Kuikuros, (ou nação Kuikuro), se localizam nas proximidades do município de Querência, ao sul do Parque Indígena do Xingu, próximo ao Posto Leonardo. São da família Karib e a língua falada é o Kuikuro. O tronco Lingüístico é o Karib e sua população é de 394 pessoas. Há tempos atrás os Kuikuros eram aterrorizados pelos Suyás com os quais viveram em conflito por longa data. A mandioca é a principal cultura dos Kuikuros. A mandioca é a principal cultura dos Kuikuros. Um dos eventos mais marcantes dos kuikuro é o aparecimento do homem branco, que eles descrevem mais e mais vezes numa história-estória, conhecida por Akiñá. Todo viajante, ao chegar à aldeia, relata aventuras e eventos testemunhados ou ouvidos; executando sua Akiñá, cujo conteúdo poderá se tornar, com o tempo, parte do acervo da memória coletiva.

• Waurá
A população Waurá é de 300 pessoas; a localização é no Parque Xingu, Mato Grosso. Os waurá moram na região sul do Parque Indígena do Xingu e figuram entre as nove comunidades indígenas que possuem a “cultura xinguana”. As mulheres e crianças waurás e mais da metade dos homens são quase monolíngües. De acordo com o jornal O Estado de São Paulo, “a maioria dos Waurás habita as margens do Rio Batovi, do qual eles tiram seus pescados, como a matrinxã e o pintado que os índios tanto apreciam, pois o Batovi é rico nessas duas espécies de peixes. Detentores de tecnologia mais avançada que muitos dos seus vizinhos, os Waurás são grandes ceramistas. Essa área inclui a Kamukuaka, uma caverna sagrada do cerimonial Waurá, localizada ao lado de uma queda d´água no rio Batovi-Tamitatoala. A ocupação do Kamukuaka vem tendo conseqüências econômicas dramáticas para os Waurás. A área adjacente ao local sagrado, ao longo do Batovi, é fonte de matéria prima, incluindo argilas para a indústria de cerâmica, plantas medicinais e conchas utilizadas no escambo. Há também notícias de invasores, que pescam no território Waurá, sem respeito pelo período da desova. Apesar dos protestos dos Waurás, a área chamada de Kamukuaka já foi tomada pelos ranchos e o gado, no alto Batovi. À boca da caverna estão esculpidas imagens das partes da mulher que geram a vida. Kamukuaka é também a residência dos espíritos Waurás, chamados de Inyãkãnãu, ou, "aqueles que ensinam". Hoje, sem acesso a Kamukuaka, os jovens Waurás conhecem o lugar sagrado apenas através dos depoimentos dos mais velhos”.

• Yawalapiti
A população é de 196 pessoas. A localização é no Alto Xingu, nas proximidades do Posto Indígena Leonardo o tronco lingüístico é Macro-Jê da família Aruwak. Na época da criação do Parque Indígena do Xingu, em 1961, os últimos Yawalapitis andavam dispersos por outras tribos. Os Yawalapitis ainda vivem da pesca, caça coleta e roças. O Parque do Xingu foi demarcado em 1987. Embora ainda vivam da pesca caça, coleta e roças. Em 1988, pela primeira vez na história os índios do Alto Xingu, encenaram na aldeia yawalapiti uma cerimônia do Kuarup, ritual da lembrança dos mortos para ser mostrado em um filme de Ruy Guerra. O cacique responsável pelas aldeias do Alto Xingu (que abriga o município de Gaúcha do Norte) é Aritana. Ele fala que o Quarup é a maior festa fúnebre dos índios e não há quem não se emocione, pois é como uma missa de sétimo dia e um momento de grande congraçamento das tribos. A luta acompanha o cerimonial do Quarup e o seu encerramento é um momento de congraçamento entre as tribos do Xingu.

• Mehinako
Os Mehinako estão no Parque Indígena do Xingu, no Mato Grosso e o tronco lingüístico é o Aruwak. No Parque Indígena do Xingu, os Mehinako são parte de um amplo complexo de povos pouco diferentes entre si. A casa dos homens deve dividir em dois o caminho do sol, e o banco em frente à casa dos homens deve proporcionar, a leste, uma vista livre por sobre a estrada, através da floresta. Ao passar por cima da “casa dos homens”, o sol deve seguir o grande caminho para oeste até o lugar de tomar banho, onde finalmente se põe. Assim, o plano terrestre da aldeia reflete a arquitetura do céu. Os Mehinako são participantes assíduos no sistema de trocas dos povos do Alto Xingu. De certo modo semelhantes a alguns dos outros grupos alto-xinguanos, eles dividem o mundo dos humanos em três categorias: wajaiyu, kajaiba e putaka. Muitas das mais importantes canções rituais são entoadas em mehinako, e muitos dos espíritos também reconhecidos em outras aldeias parecem ter nomes de origem aruak.

• Kamayurá
A população dos Kamayurás é de 355 (Censo 2002), a língua falada é da família Tupi-Guarani. Os índios fazem parte da nação indígena de língua Tupi. Em cada casa, os moradores são parentes, liderados por um "dono da casa". Os Kamaiurá constituem uma referência importante na área cultural do Alto Xingu, em que povos falantes de diferentes línguas compartilham visões de mundo e modos de vida bastante similares. No centro desse espaço circular encontra-se um pátio ou “praça” (hoka´yterip) para a qual convergem os caminhos, conduzindo tanto às moradias como aos lugares públicos, e onde se ergue a casa das flautas (tapuwí), atravessada medianamente pelo “caminho do sol”. Em frente a casa das flautas e orientado para o leste, está o banco da roda dos fumantes, onde se reúnem os homens para contar os acontecimentos do dia ou para discutir assuntos específicos - como a preparação de uma pesca coletiva, participação na construção de uma casa, limpeza coletiva da praça, preparo de uma festa próxima, entre outros. Segundo os Kamaiurá, seus antepassados vieram de Wawitsa, região situada no extremo norte do Parque (precisamente onde desembocam os principais formadores do Rio Xingu para constituí-lo) e ao lado de Morená, palco central das ações míticas e “centro do mundo” para eles. As razões dessa mudança para o sul, próximo ao atual Posto Leonardo, parecem ter sido conflitos com povos que habitavam o norte, particularmente dos Suyá e dos Yudjá. Entre os rituais intergrupais que ocorrem regularmente, pode-se destacar o Kwarup (a festa dos mortos), o Jawari (festa de celebração dos guerreiros) e o Moitará (encontros para trocas formalizadas). Diz uma frase local: "Kamayurá é o povo do Morená, a terra de lenda que, no entanto existe: fica bem ali onde os rios se encontram para formar o Xingu.

Créditos: Sandra Loss

 

Para anunciar: guia@tipoalfa.com.br

 

 

Anúncios Guia Tipoalfa

GRÁFICAS, SERIGRAFIA, CÓPIAS

CARTÕES-TIPOALFA

CARTÕES DE VISITA PERSONALIZADOS

ACADEMIAS, ESPORTES

ESCOLA DE BALÉ ART´S DANCE

ONDE DANÇAR É UMA ARTE

GRÁFICAS, SERIGRAFIA, CÓPIAS

CARTAZES-TIPOALFA

CARTAZES EM GERAL

COMUNICAÇÃO, PROPAGANDA

GUIA TIPOALFA

GUIA TIPOALFA, VENDE O ANO INTEIRO COM MUITA QUALIDADE

LANCHES, PASTELARIA

LANCHONETE TRADIÇÃO

LANCHES EM GERAL

PAPELARIAS, LIVRARIAS, XEROX

MUNDO DOS PRESENTES

PRESENTES EM GERAL

CONTABILIDADE

ESCRITÓRIO CONTÁBIL CONFIANÇA

CONTABILIDADE EM GERAL

SUPERMERCADOS, MERCEARIAS

MERCADO BOM PREÇO

SECOS E MOLHADOS

COMUNICAÇÃO VISUAL, SINALIZAÇÃO

BANNER-TIPOALFA

BANNER'S EM GERAL

COMUNICAÇÃO VISUAL, SINALIZAÇÃO

ADESIVOS-TIPOALFA

ADESIVOS COMUNS, PERFURADOS E RECORTADOS

RELOJOARIAS, JÓIAS, BIJOUTERIAS

AMAZONITA JÓIAS E PRESENTES

JÓIAS E PRESENTES

SERVIÇOS PÚBLICOS

PREFEITURA M. DE GAÚCHA DO NORTE

GOVERNO SÉRIO E JUSTO

EMBALAGENS

AL EMBALAGENS

EMBALAGENS EM GERAL

GRÁFICAS, SERIGRAFIA, CÓPIAS

ARTE-TIPOALFA

CRIATIVIDADE

FLORICULTURAS, JARDINAGEM

VIRTUAL TELECON

INTERNET EM GERAL