Guia Tipoalfa
Guia Tipoalfa de Serra Nova Dourada - MT
Procure e ache telefone, pessoas, empresas, serviços
Ex: Antônio ou Farmácia ou Bar do Zé ou 1366

Adubos, Sementes, Defensivos e Mudas em Serra Nova Dourada

Alimentação em Serra Nova Dourada

Artesanato em Serra Nova Dourada

Assistência e Assessoria Rural em Serra Nova Dourada

Atendimento médico em Serra Nova Dourada

Auto peças em Serra Nova Dourada

Beleza e Estética em Serra Nova Dourada

Bicicletas, peças e serviços em Serra Nova Dourada

Calendário de Eventos de Serra Nova Dourada

Clínicas de Odontologia de Serra Nova Dourada

Clínicas Médicas de Serra Nova Dourada

Combustíveis em Serra Nova Dourada

Construção e Arquitetura em Serra Nova Dourada

Contatos em Serra Nova Dourada

Corretores em Serra Nova Dourada

Datas históricas, efemérides de Serra Nova Dourada

Farmácias e Drogarias de Serra Nova Dourada

Geografia de Serra Nova Dourada

História de Serra Nova Dourada

Imobiliárias em Serra Nova Dourada

Informática em Serra Nova Dourada

Laboratórios e Análises em Serra Nova Dourada

Manutenção de veículos em Serra Nova Dourada

Materiais para construção, Reforma e Decoração em Serra Nova Dourada

Motos, peças e serviços em Serra Nova Dourada

Onde Comer em Serra Nova Dourada

Onde Comprar em Serra Nova Dourada

Onde Ficar em Serra Nova Dourada

Parceiros do Guia Tipoalfa de Serra Nova Dourada

Produtos Agropecuários em Serra Nova Dourada

Produtos alimentícios, secos e molhados em Serra Nova Dourada

Produtos e serviços para construção em Serra Nova Dourada

Restaurantes, lanchonetes, churrascarias e bares em Serra Nova Dourada

Roteiros Turísticos de Serra Nova Dourada

Serra Nova Dourada: Censo Agropecuário 2006 - Resultados Preliminares

Serra Nova Dourada: Empresas 2005

Serra Nova Dourada: Ensino - matrículas, docentes e rede escolar 2006

Serra Nova Dourada: Estatísticas do Registro Civil 2006

Serra Nova Dourada: Extração Vegetal e Silvicultura 2006

Serra Nova Dourada: Finanças Públicas 2006

Serra Nova Dourada: Frota 2007

Serra Nova Dourada: Lavoura Permanente 2006

Serra Nova Dourada: Lavoura Temporária 2006

Serra Nova Dourada: Pecuária 2006

Serra Nova Dourada: População e Domicílios - Censo 2000 com Divisão Territorial 2001

Serra Nova Dourada: Produto Interno Bruto 2005

Serra Nova Dourada: Serviços de Saúde 2005

Turismo Ecológico em Serra Nova Dourada

Turismo Histórico-Cultural em Serra Nova Dourada

Veículos agrícolas, peças e serviços em Serra Nova Dourada

 

Livre Pensar

 


 

Produtos orgânicos

 

O produto orgânico é cultivado sem o uso de adubos químicos ou agrotóxicos. É um produto limpo, saudável, que provém de um sistema de cultivo que observa as leis da natureza e todo o manejo agrícola está baseado no respeito ao meio ambiente e na preservação dos recursos naturais.
O solo é a base do trabalho orgânico. Vários resíduos são reintegrados ao solo; esterco, restos de verduras, folhas, aparas, etc., são devolvidos aos canteiros para que sejam decompostos e transformados em nutrientes para as plantas. Essa fertilização ativará a vida no solo; os microorganismos além de transformar a matéria orgânica em alimento para as plantas, tornarão a terra porosa, solta, permeável à água e ao ar. O grande valor da horticultura orgânica é promover permanentemente o melhoramento do solo. Ao invés de mero suporte para a planta, o solo será sua fonte de nutrição.

• Produtos Orgânicos e o Meio Ambiente
Ao comprar produtos orgânicos, os consumidores apesar de não sentirem ou terem consciência da sua ação benéfica para o meio ambiente, estão na verdade adquirindo, um conjunto de dois produtos: os alimentos em si e um produto ambiental (a proteção/regeneração do meio ambiente). E esse produto ambiental que parece abstrato à primeira vista, que apesar de adquirido, não é consumido fisicamente por quem o adquire, pode até ser quantificado e valorado. Basta que sejam medidas nos estabelecimentos agrícolas, a melhoria da qualidade da água, a intensificação da vida microbiológica do solo, o aumento da biodiversidade, o retorno dos pássaros e outros pequenos animais ao espaço agrícola, apesar de eventuais pequenos prejuízos que possam causar às atividades agrícolas no curto prazo.
Por outro lado, no longo prazo, os métodos orgânicos de produção, ao equilibrar o meio ambiente e trabalhar de modo harmônico e convergente em relação ao tempo, ritmo, ciclos e limites da natureza, tende a reduzir substancialmente seus custos, podendo até mesmo competir com o agroquímico em termos de produtividade e resultados econômicos, sem entretanto apresentar os aspectos negativos já conhecidos desse sistema de produção.
O agricultor orgânico, que considera a natureza sua aliada, amiga, observa-a, e está sempre apreendendo com ela, respeita seu tempo, suas limitações de solo, água, clima, etc. Percebe as inter-relações que existem entre todos os elementos que compõem o meio ambiente. Enfrentando as dificuldades, impostas pelos limites naturais e éticos em relação a esse processo de produção, este agricultor, com satisfação e acreditando na proposta, procura produzir economicamente, mas acompanhando e respeitando o ritmo da natureza atuando e procurando encontrar um máximo de equilíbrio com a mesma.

• Diferença entre Produto Orgânico e Hidropônico
A hidroponia é produzida na água e seus produtos obtém nutrientes através de adubos químicos solúveis. O cultivo orgânico dispensa todos os produtos químicos e utiliza apenas adubos naturais.

• Produto orgânico e Produto natural - todo produto vegetal é natural, mesmo aquele cultivado com agrotóxicos e adubos químicos. Portanto, produto natural não significa necessariamente que seja produto orgânico. Procure a palavra orgânico na embalagem.

• Selo de Certificação de Produtos Orgânicos
O selo é a sua garantia de estar consumindo produtos orgânicos. Com o crescente interesse pela agricultura orgânica, surge a necessidade de uma verificação segura, que garanta ao consumidor a certeza de estar adquirindo produtos orgânicos. O IBD - INSTITUTO BIODINÂMICO DE DESENVOLVIMENTO RURAL, localizado em Botucatu, São Paulo, fiscaliza e certifica produtos orgânicos no Brasil de acordo com normas internacionais. Este selo só é conferido após rigorosos exames de controle de qualidade de solo, água, reciclagem de matéria orgânica, dentre outros. No Brasil existem 45 produtores com o selo orgânico fornecido pelo IBD.
O IBD possui um corpo de inspetores e um comitê de certificação que verifica a conformidade dos produtos orgânicos e biodinâmicos com normas nacionais e internacionais. A certificação de uma produção vegetal, animal ou industrial, indica que foram realizados os seguintes trabalhos:
• visitas periódicas de um inspetor no local de produção;
• avaliação do relatório de inspeção por um conselho formado por agricultores, processadores, acadêmicos, técnicos e representantes de consumidores;
• análise residual para verificar o nível de pureza do produto;
• aprovação da unidade de produção, dentro dos padrões de qualidade orgânica ou biodinâmica.
O IBD é filiado à IFOAM (Federação Internacional de Movimentos de Agricultura Orgânica) e seu certificado é também reconhecido na Europa, Estados Unidos e Japão.

• Principais produtos Orgânicos produzidos no Brasil
Os principais alimentos orgânicos produzidos no Brasil são representados pela, soja que ganha com 31% seguida de hortaliças (27%) e café (25%). A maior área plantada é com frutas (26%), depois cana (23%) e palmito (18%).

• Cana-orgânica
O objetivo é melhorar ainda mais a qualidade do açúcar orgânico, que já é exportado para mais de 25 países.

• Soja orgânica
O cultivo de soja para consumo humano é alternativa para pequenos produtores. O consumo de produtos à base de soja para alimentação humana dever crescer 300% nos próximos cinco anos. Essa alta está sendo provocada pelas descobertas das pesquisas que identificam no grão substâncias que combatem certos tipos de cânceres, osteoporoses e outras doenças. A demanda pode ser uma oportunidade para pequenos produtores terem na soja uma alternativa de renda. Para conseguir isso o agricultor tem um caminho.

• Cacau orgânico
O cacau orgânico não utiliza agrotóxico e é cerca de 30% mais valorizado que o comum. Para produzir cacau orgânico são utilizados, dentre outros produtos, urina de vaca, esterco verde, fosfatos naturais, além de vários enriquecedores naturais.

• Citricultura orgânica
O uso de calda Sulfocálcica viabiliza a produção de citros orgânico. Hoje, devido ao sucesso da Sulfocálcica no combate às principais pragas dos citros (ácaro da leprose, ácaro da ferrugem, cochonilhas, larva minadora, etc), são mais de 250 fábricas nos pomares. Utilizando este produto alternativo, a citricultura e o país estão economizando milhões de reais, viabilizando o cultivo para muitos pequenos e médios produtores. A calda Sulfocálcica é um produto alternativo, aceito pelas certificadoras de produtos orgânicos. As plantas que recebem o tratamento com esta calda rica em cálcio e enxofre, além de livres de pragas, são mais resistentes às doenças, mais vigorosas e sadias.

• Gengibre orgânico
O objetivo é desenvolver técnicas produtivas que empreguem insumos agrícolas de baixo impacto ambiental na área, zona de preservação que já cultiva o gengibre em escala comercial pelo sistema tradicional. Enquanto o método convencional utiliza grandes quantidades de agrotóxicos e adubos químicos NPK (como uréia, superfosfatos e cloreto de potássio), no método orgânico esses produtos dão lugar ao fosfato natural e pó de rocha, biofertilizantes (esterco, água e pó de rocha fermentados) e compostagem (resíduos vegetais e animais sobrepostos).

• Guaraná orgânico
Eles descartam completamente os químicos, utilizando em seu lugar, por exemplo, farinha de ossos, restos vegetais e até um formicida orgânico. Os pés cultivados convencionalmente produzem mais, mas essa diferença é compensada pelo preço alcançado pelo guaraná orgânico, que é cotado em dólar.

• Manga orgânica
O volume da produção certificada como orgânica é inédito no Brasil. A manga orgânica já está sendo exportada para Holanda e Portugal com boa aceitação.

• Morango orgânico
É um produto de alto valor biológico e de muito melhor qualidade. O morango tem que ser colhido de dois em dois dias, pela rápida maturação, e não deve ser tratado com agrotóxico.

• Pêssego orgânico
O cultivo orgânico de frutas de caroço, como o pessegueiro é possível, com muitas vantagens para o agricultor. Adubar com fertilizantes orgânicos, como compostos e húmus de minhocas, com acompanhamento do estado nutricional da planta, permitem adubação equilibrada, que não liberam aminoácidos para as pragas e patógenos. As plantas tratadas com defensivos alternativos, como Calda Sulfocálcica e Biofertilizantes, ficam mais fortes e resistentes, reduzindo em 80 a 90% dos ataques às plantas. O solo é manejado com roçadeira, mantendo sempre a sua cobertura, evitando erosão e garantindo a presença dos inimigos naturais. A produtividade não é afetada, porém os frutos são mais aromáticos e saborosos.

• Rapadura orgânica
Para industrializar a rapadura orgânica é preciso ter uma produção de cana-de-açúcar orgânica, cultivada sem o uso de agrotóxicos ou adubos químicos. O processo fabril é artesanal e começa com a limpeza do caldo de cana, que não é lavado e nem passado na centrífuga. Após a secagem, o produto é granulado. O corte da cana também é diferenciado, feito sem a queima da planta.

• Tomate orgânico
As caldas Bordalesa e Sulfocálcica constituem os principais meios de controle alternativo de pragas e doenças para as plantas cultivadas no processo ecológico e orgânico. O princípio destas caldas não é erradicar os insetos ou patógenos, porém aumentar a resistência e a repelência das plantas. Na cultura do tomate, o uso da Bordalesa combate os fungos e bactérias, aumentando a resistência dos tecidos contra a ocorrência de pragas, como larva minadora.

• Uva orgânica
O cultivo orgânico é aquele feito sem agrotóxicos ou outra espécie de produto químico. Além de todo o cuidado que já é destinado para um produto orgânico, a uva requer também pulverização constante.

• Dez Motivos para Consumir Produtos Orgânicos

1. Evita problemas de saúde causados pela ingestão de substâncias químicas tóxicas. Pesquisas e estudos tem demonstrado que os agrotóxicos são prejudiciais ao nosso organismo e os resíduos que permanecem nos alimentos podem provocar reações alérgicas, respiratórias, distúrbios hormonais, problemas neurológicos e até câncer.

2. Alimentos orgânicos são mais nutritivos. Solos ricos e balanceados com adubos naturais produzem alimentos com maior valor nutritivo.

3. Alimentos orgânicos são mais saborosos. Sabor e aroma são mais intensos - em sua produção não há agrotóxicos ou produtos químicos que possam alterá-los.

4. Protege futuras gerações de contaminação química. A intensa utilização de produtos químicos na produção de alimentos afeta o ar, o solo, a água, os animais e as pessoas. A agricultura orgânica exclui o uso de fertilizantes, agrotóxicos ou qualquer produto químico; e tem como base de seu trabalho a preservação dos recursos naturais.

5. Evita a erosão do solo. Através das técnicas orgânicas tais como rotação de culturas, plantio consorciado, compostagem, etc., o solo se mantém fértil e permanece produtivo ano após ano.

6. Protege a qualidade da água. Os agrotóxicos utilizados nas plantações atravessam o solo, alcançam os lençóis d´água e poluem rios e lagos.

7. Restaura a biodiversidade, protegendo a vida animal e vegetal. A agricultura orgânica respeita o equilíbrio da natureza, criando ecossistemas saudáveis. A vida silvestre, parte essencial do estabelecimento agrícola é preservada e áreas naturais são conservadas.

8. Ajuda os pequenos agricultores. Em sua maioria, a produção orgânica provém de pequenos núcleos familiares que tem na terra a sua única forma de sustento. Mantendo o solo fértil por muitos anos, o cultivo orgânico prende o homem à terra e revitaliza as comunidades rurais.

9. Economiza energia. O cultivo orgânico dispensa os agrotóxicos e adubos químicos, utilizando intensamente a cobertura morta, a incorporação de matéria orgânica ao solo e o trato manual dos canteiros. É o procedimento contrário da agricultura convencional que se apoia no petróleo como insumo de agrotóxicos e fertilizantes e é a base para a intensa mecanização que a caracteriza.

10. O produto orgânico é certificado. A qualidade do produto orgânico é assegurada por um Selo de Certificação. Este Selo é fornecido pelas associações de agricultura orgânica ou por órgãos certificadores independentes, que verificam e fiscalizam a produção de alimentos orgânicos desde a sua produção até a comercialização. O Selo de Certificação é a garantia do consumidor de estar adquirindo produtos mais saudáveis e isentos de qualquer resíduo tóxico. No Brasil existem 45 produtores com o selo orgânico fornecido pelo IBD (Instituto Biodinâmico de Desenvolvimento Rural).

 

Para anunciar: guia@tipoalfa.com.br

 

 

Anúncios Guia Tipoalfa

COMUNICAÇÃO, PROPAGANDA

GUIA TIPOALFA

GUIA TIPOALFA, VENDE O ANO INTEIRO COM MUITA QUALIDADE

INFORMÁTICA, LAN HOUSE

INFOLUX PRODUTOS E SERVIÇOS

PRODUTOS E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA

INFORMÁTICA, LAN HOUSE

INFOLUX PRODUTOS E SERVIÇOS

PRODUTOS E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA

COMUNICAÇÃO, PROPAGANDA

ANUNCIE NO GUIA TIPOALFA

GUIA TIPOALFA, VENDE O ANO INTEIRO COM MUITA QUALIDADE

HOTÉIS, MOTÉIS, POUSADAS

HOTEL SOL NASCENTE/COMÉRCIO DE BEB. LS

PROPRIETÁRIA CIDA

INFORMÁTICA, LAN HOUSE

INFOLUX PRODUTOS E SERVIÇOS

PRODUTOS E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA